segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Salvação a preço de banana na festa da padroeira de Pau dos Ferros

Como já relatei no post abaixo, Pau dos Ferros está em período festivo, alusivo à sua padroeira. Ontem, após o culto, eu e um irmão amigo meu demos uma passadinha pelo centro da cidade, nas imediações da igreja católica matriz. Vimos alguns conhecidos nossos, falamos respeitosamente com eles (como não poderia ser diferente), e na saída passamos por uma banca e vimos alguns escapulários. Indaguei ao vendedor quanto custava, e ele me respondeu que estava custando a bagatela de R$ 1,50, mas disse que tinha um mais “fraco” no acabamento que custava apenas R$ 1,00.

Saímos de lá comentando o quanto a salvação estava barata, pois com apenas R$ 1,00 você já teria a sua garantida com o seu escapulário. E aposto que se eu quisesse garantir a salvação de toda a minha família, ele (o vendedor) faria um preço bom e daria um desconto por ocasião da quantidade maior de escapulários adquiridos.

Isso, caro leitor, não passa de uma verdadeira blasfêmia contra o imensurável sofrimento, a morte e o sangue de Cristo. Isso é algo muito, mas muito sério mesmo!

Sobre a doutrina católica do escapulário, deixo o link do meu artigo:

O escapulário – Um novo evangelho e uma blasfêmia contra o sangue de Cristo

“Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem” Hb 5:8,9.

Anchieta Campos

6 comentários:

Hadson disse...

Me desculpe Caro Anchieta, mas até para o menos esclarecido dos católicos, a perspectiva da salvação vai bem além de um simples escapulário ou lembrancinha. Estranho ver um artigo deste tipo, logo feito por alguém que discerne tão bem as palavras que profere...

Anchieta Campos disse...

Caro amigo Hadson,

Sua visita neste meu espaço muito me alegra!

Quanto ao seu comentário, desculpe desapontá-lo, mas caso o amigo tenha lido o artigo que indiquei nesta postagem, terá percebido que apenas externei os próprios ensinos oficiais da igreja católica romana sobre o escapulário.

Isto posto, qualquer reclamação deve ser feita aos líderes de sua denominação, ou mais precisamente ao absolutista do trono papal, o alemão Ratzinger (nome fantasia Bento XVI).

Forte abraço.

Anchieta Campos

Amor Sem Limite disse...

É vero meu caro, isso não passa de uma verdadeira blasfêmia.
Adorei seu blog!

Hadson disse...

Não discutamos pois. Esse assunto é algo como se olhar no espelho, você sempre terá uma imagem previamente definida...

Forte Abraço.

Anchieta Campos disse...

Irmã Márcia, a paz do Senhor.

Obrigado por sua visita e palavras de apoio.

Deus lhe abençoe.

Anchieta Campos

Anchieta Campos disse...

Amigo Hadson,

Realmente sempre terei uma imagem pré-definida, pois já vi ambos os lados do espelho, e sei qual reflete uma imagem real!

Forte abraço.

Anchieta Campos