sábado, 2 de agosto de 2008

“Invejo” o apóstolo Paulo

“Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza...” 2 Timóteo 1:7.

Sei, sei... o verso não está completo, está apenas em sua metade. Mas é justamente esta parte que cabe no momento. Vamos deixar o amor e a moderação para outro post. E garanto: não estou cometendo nenhum pecado contra as regras da hermenêutica.

Hoje, mas precisamente agora há pouco, “invejei” como nunca o apóstolo Paulo. Uma pessoa que nem Paulo poderia vir a ser “invejada” em muitos sentidos: sua inteligência singular, sua intimidade com Deus, sua força e determinação de fugir de toda aparência do mal, seus escritos com a marca de sua ímpar qualidade, sua paciência, vigor, fé..., enfim, são inúmeros quesitos qualificatórios deste sublime homem de Deus; mas hoje queria ter tido apenas as características dele que se encontram compiladas no verso da epígrafe deste artigo.

Paulo realmente era um homem que não temia a nada, pois sabia que o Senhor era a sua fortaleza (Sl 18:1,2). E por Paulo ter essa convicção era que ele não temia repreender, exortar, doutrinar ou dizer algumas verdades quando eram para ser ditas, não importava a quem fosse se dirigir. Uma das passagens mais interessantes da Bíblia é a senhora exortação, doutrinação, repreensão, ou como diz o popular: a verdadeira lição de caráter e vergonha na cara que Paulo deu para com o apóstolo Pedro (mais velho na igreja, diga-se de passagem), como se lê em Gl 2:11-21. Que coisa mais bela! Isso mesmo, bela! Vermos que a cúpula do cristianismo apostólico não era omisso, corrupto, inerte e/ou conveniente como hoje são a grande parte dos nossos poderes constituídos, tanto no âmbito secular como eclesiástico, é algo muitíssimo belo e louvável!

Paulo não governava de mãos dadas com os demais apóstolos em benefícios próprios, como era costume com os sacerdotes de Israel (Jr 5:31) e não é muito diferente na igreja evangélica atual; mas Paulo doutrinava e regia as igrejas que fundou com amor e zelo profundos, sendo algo tão claro nas Escrituras que nem se faz necessário citar referências. Paulo não profetizava falsamente, não usava de censuras infundadas, sempre defendia o acesso de cada crente ao mundo da sabedoria e do conhecimento (ver meu post A síndrome do conhecimento), bem como sempre pregou a justiça em todas as suas formas.

“Pois zelamos do que é honesto, não só diante do Senhor, mas também diante dos homens” 2 Coríntios 8:21.

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” Filipenses 4:8.

Destes versos transcritos acima percebemos claramente a mentalidade de justiça e moralidade do santo homem de Deus que foi Paulo.

Ah como eu queria aprender a ser que nem Paulo no sentido de não temer a nada e nem a ninguém, para assim sempre poder dizer a verdade e a defendê-la, de sempre levantar a minha voz em defesa da honestidade, da justiça e dos ensinos maravilhosos e cristalinos das Sagradas Escrituras! Ah como eu queria ter essa coragem de derrubar alguns “Pedros” que insistem em marcar presença no nosso meio!

Com amor e pesar,

Anchieta Campos

4 comentários:

Leonardo Fontes disse...

A Paz do Senhor irmão Anchieta! É a pura realidade o que foi escrito neste post. também quero ter como podemos dizer essa inveja santa, mas é uma pena vermos hoje uma grande maioria de nossos lideres se escoderem por trás de uma máscara q se chama interesse pessoal, no qual esquecem de seus rebanhos e passam a defender somente interesses proprios, enquanto quem perde com isso é o povo de Deus que ao tentar ser como Paulo manifestando sua insastifação com o que ocorre no meio da igreja tentando levar a verdade a tona, sofre represálias, se a mesma afetar a moral do lider, mas graças a Deus que o Espirito Santo inspirou o Discipulo Mateus a dizer no Capitulo 7:3,4 e 5 :

3 - E por que reparas tu no argueiro q esta no olho do teu irmão e não vês a trave q esta no teu olho?
4 - Ou como dirás a teu irmão: deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
5 - Hipócrita tira priemiro a trave do teu olho e, então, cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.

Por tanto meu amado são esses versiculos que temos a dizer a esses lideres ou até mesmo irmãos que querem omitir a verdade simplesmente porque a verdade dói e querem tentar nos "corrigir", através de ameaças se utilizando de palavras torpes, pensando que não teremos a coragem que Paulo tinha de dizer o que é certo e o que está errado estão completamente enganados simplesmente pelo fato de estarmos amparados pela Palavra da Verdade como disse o próprio Apostolo Paulo la em 2Co 13:8
"Porque nada podemos contra a verdade, senão a verdade".
Deus vos abençoe....

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Leonardo Fontes, a paz do Senhor.

Foi com imensurável alegria e satisfação que contemplei seu rico e sincero comentário em meu humilde blog. Sou infinitamente grato pelas suas palavras de peso em meu apoio e defesa, algo que com certeza muito me honra e incentiva. Tenha a plena convicção que o Senhor Deus o recompensará por isso.

Temos realmente que seguir o exemplo de Paulo, bem como de Jesus, dos demais apóstolos e dos reformadores, que nunca temeram a espada, a fogueira ou as torturas, mas sempre proclamaram a verdade da Palavra de Deus, ferisse a quem ferisse.

Abraços fraternos meu caro amigo e irmão em Cristo.

Anchieta Campos

Anônimo disse...

Caros irmãos, a paz do Senhor.

Estou maravilhada com a leitura.

Realmente, o Apóstolo Paulo deve ser "invejado" e servir de referência em nossas vidas.

Como poderemos ser Fieis , dar o nosso testemunho se omitimos partes do ensinamento?

Eu fico me perguntando... Como falar em nome de Deus, como querer que suas ovelhas sejam fieis quando não se é fiel?

Romanos 13:1 Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades que há foram ordenadas por Deus.

Atos 1. 8 Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.

Que sejamos Testemunhas fiéis de Jesus Cristo, por onde quer que andarmos.

A Paz do Senhor

Anchieta Campos disse...

Cara irmã Deia, a paz do Senhor.

Você não se identificou no comentário, mas disse pessoalmente pelo msn que tinha gostado deste artigo.

Que o exemplo do fiel Paulo possa sempre ser seguido por todos nós que professamos a fé em Cristo, seja em qualquer área que for.

Abraço.

Anchieta Campos