sábado, 16 de agosto de 2008

A que Evangelho devemos honrar e nos submeter?

Ontem durante o culto de doutrina (ou instrução como alguns chamam) em minha querida igreja Assembléia de Deus em Pau dos Ferros, me veio uma inspiração para escrever sobre um tema bastante interessante e importante. A que Evangelho devemos honrar e nos submeter?

Existem, às claras, vários tipos de evangelhos em nossos dias. Vejo muitos ensinos e pregações no sentido dos crentes serem submissos ao evangelho eclesiástico, ou ao evangelho egocêntrico por exemplo. Irei abordar, de um modo sucinto e direto, os principais tipos de “evangelhos” a que somos incentivados a nos submetermos, apresentando ao final o verdadeiro Evangelho ao qual está acima de tudo e de todos.

O evangelho eclesiástico

O evangelho eclesiástico é aquele que prega uma total submissão, pautada no fanatismo ou obediência cega e irracional, a uma determinada denominação evangélica. Neste evangelho é a igreja como instituição religiosa e eclesiástica, em suas doutrinas e ensinos (independentemente de estarem em concordância ou não com a Bíblia), que está acima de tudo e de todos, que dita os ensinos e regras imperantes no meio eclesiástico. Não se admite neste evangelho qualquer tipo de pensamento ou questionamento que venha de encontro com o que a determinada igreja prega. Nada mais do que uma característica da igreja católica romana adentrando no meio protestante.

É óbvio, ao mais símplice e iniciante estudante das Sagradas Escrituras, que este evangelho fere os ensinos bíblicos, principalmente os consoantes a natureza da Igreja. A palavra grega ekklesia (igreja) designa, literalmente, uma reunião de um povo por uma convocação, um chamamento de fora para dentro. Esta palavra pode se referir a uma igreja local (Mt 18:17; At 15:4; Ap 1:11), bem como à assembléia universal dos santos, a verdadeira Igreja fundada por Jesus Cristo, a que será levada aos céus (Mt 16:18; At 20:28; Ef 2:21,22; Hb 12:23). É evidente que Cristo não fundou nenhuma igreja cristã das quais conhecemos hoje, apesar da estrutura das igrejas evangélicas ortodoxas ser bastante próxima ao estabelecido eclesiasticamente no Novo Testamento (Ef 4:11,12; Rm 12:3-8). A igreja no sentido esclesiástico/institucional deve ser honrada e respeitada pelos seus membros, pois como fora exposto é uma organização aceita e reconhecida pela Palavra, mas têm que se destacar que ela é formada por homens de todos os tipos, sendo, portanto, passível de falhas/erros e repreensões, como bem fica claro nas cartas às sete igrejas da Ásia no Apocalipse.

A verdadeira Igreja somos nós, os salvos e remidos pelo sangue de Cristo; formamos o corpo da Igreja, a qual tem por cabeça o Senhor Jesus (1 Co 12:12,27; Ef 1:22,23; 5:23). Cristo, por ser a cabeça da Igreja, é quem comanda e dita as regras e doutrinas da mesma “E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência” Cl 1:18, e como Cristo é a Palavra de Deus (Jo 1:1; Ap 19:13), logo é a Palavra que está em posição de supremacia na Igreja.

Portanto, não devemos nos submeter ao evangelho eclesiástico.

O evangelho egocêntrico

Este evangelho é aquele que apresenta uma pregação em defesa dos posicionamentos próprios e individuais em detrimento de uma hermenêutica/exegese ortodoxa e imparcial, sem os destrutivos efeitos dos interesses individuais e vaidades humanas. São pessoas que não conseguem argumentar sistematicamente sob o fulcro da Palavra de Deus, e acabam fundamentando suas idéias não na Palavra, mas sim em seus “achismos” pessoais infundados, quase sempre indo de encontro com a teologia aceita majoritariamente no meio protestante ortodoxo, que é o mais próximo das Sagradas Escrituras.

Este evangelho já havia sido predito, dentre muitas referências, em 2 Tm 4:3 e 2 Pe 3:3. Mas a nossa doutrina é a dos apóstolos (At 2:42), como bem disse Paulo em Ef 2:20 “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina”, e sendo Jesus a principal pedra da esquina do fundamento dos apóstolos, e sendo Jesus também a Palavra de Deus (Jo 1:1; Ap 19:13), logo é a Palavra que é o nosso fundamento principal e a nossa mestra de fé.

Portanto, não devemos nos submeter ao evangelho egocêntrico.

O evangelho antropocêntrico

É aquele evangelho que coloca o homem como o centro e autoridade maior da fé. Os seguidores deste evangelho tem sua fé baseada nas palavras de certos homens ou mulheres; para eles a Bíblia é que se amolda aos ensinos dos seus “ídolos”, e não o contrário (que é o correto). O que estes homens semi-deuses pregarem está pregado e será sempre o certo. Por mais que não consigam refutar as argumentações bíblicas de pessoas que batam com os ensinos de seus “ídolos”, as pessoas que seguem este evangelho não reconhecem o erro de seu “supermen”. É algo semelhante ao que se passava em Corinto (1 Co 1:12,13), bem como se assemelha aos crentes de tessalônica, que recebiam tudo que Paulo falava sem antes analisar ou comparar com a Palavra de Deus, mas como o próprio Paulo falou em At 17:11 “Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim”, logo a Palavra de Deus está acima das palavras de Paulo, e conseqüentemente acima das palavras de qualquer homem.

Portanto, não devemos nos submeter ao evangelho antropocêntrico.

O Evangelho Bibliocêntrico

Como já deu para perceber pelo exposto até aqui, o verdadeiro Evangelho, aquele a quem devemos nos submeter e honrar de um modo irrestrito e incondicional, é o Evangelho em si mesmo, que é o Evangelho Bíblico (ou Bibliocêntrico). Aquele Evangelho onde a Bíblia está acima de tudo e de todos, ocupando lugar de primazia e supremacia na Igreja Cristã.

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça” 2 Timóteo 3:16.

“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração” Hebreus 4:12.

Portanto, devemos nos achegar a Deus e segui-Lo com um coração e mente sempre cativos à Bíblia Sagrada, tendo sempre em mente que os seus ensinos (da Bíblia) e doutrinas estão acima de qualquer igreja, de qualquer pensamento individual e infundado, bem como está acima de qualquer homem. Enquanto uma boa parte da igreja evangélica atual não se conscientizar desta verdade absoluta, o meio protestante continuará a sofrera avarias e grandes percas.

Sola Scriptura!

Anchieta Campos

14 comentários:

james disse...

A vós, graça e paz da parte de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo, amado irmão Anchieta Campos!

Louvado seja o nome Santo do Senhor que, nos ensina e nos alerta pela Sua Maravilhosa Palavra que, “... houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.” (2Pedro 2.1), e, estes evangelhos a que deparamos, nada mais são que fruto exclusivo da carne, pois que, “... nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.”

E, este Estudo Bíblico a que nos é apresentado neste texto sobre “A que Evangelho devemos honrar e nos submeter?”, única e exclusivamente meditemos em Tito 1.15, onde nosso amado irmão Paulo afirma “Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.”

Fraternalmente.
James.
http://jesusmaioramor.blogspot.com/

Anchieta Campos disse...

Caro irmão e amigo James, a paz do Senhor!

Como sempre seus comentários são coerentes e ótimos complementos.

Que possamos sempre ter um coração voltado ao Evangelho Bíblico, amando-o e respeitando-o sem nenhum embaraço; rejeitando categoricamente todo e qualquer pseudo-evangelho.

Abraços fraternos!

Anchieta Campos

cursos de teologia disse...

A Paz do Senhor...

Parabéns amado Anchieta Campos, por este maravilhoso e abençoado blog e todo seu conteúdo!

Um abraço fraternal!!!

Anchieta Campos disse...

"Cursos de Teologia", mais uma vez obrigado pelo apoio e incentivo.

Fica na graça do nosso Deus.

Anônimo disse...

Que sirva de lição para você anchieta(novo convertido) e para todos nós, as palavras do irmão james.Vamos para de dizer que as pessoas são desonestas,corruptas.Quem somos nós para julgar os outros? .A biblia diz ,antes de tirar o argueiro do olho do teu irmão,retire a trava que estar no teu olho!
tenha a mente pura,coração limpo,para você não sair dizendo por aí que as pessoa são impuras.para os impuros nada é puro,para puros tudo é puro.seja puro irmão.

Victor Leonardo Barbosa disse...

Importante artigo Irmão Anchieta..infelizmente é assim que a igreja se encontra, recheada de outros Evangelhos. E o pior são os propagadores desses outros evangelhos, que deixam raízes sementes para a próxima geração.

Meu último post também fala sobre isso. è necessário que a igreja cristã realmente atente e veja qual é o verdadeiro evangelho.


Abraços e Deus o abençoe!

Anchieta Campos disse...

Anônimo do último comentário, saudações fraternas.

Primeiramente não sei o motivo de uma pessoa, que se acha em plena capacidade moral, intelectual e teológica de exortar e repreender, usar da máscara do anonimato, que não passa de uma covardia e de um próprio ato de entrega, pois quem se esconde por detrás do anonimato confessa sua falta de razão e argumentos. A Constituição VEDA o anonimato, mas garante a livre expressão. Você está incorrendo em crime.

O que os impedem de mostrarem a cara? Não são tão justos e teológicos assim que não tem a coragem de se expor? Será que o motivo é de quem acusa no anonimato não tem moral ou conhecimento o suficiente para entrar em um embate sadio de apreciação e exposição de fatos e argumentos bíblicos?

Santa paciência!!!

Esse seu argumento de eu ser novo convertido e tão frágil teológicamente que nem vou dar a honra (sua) de lhe responder.

Quanto a sua intenção de usar o nome do meu amigo e irmão em Cristo, James, contra a minha pessoa, só vem a revelar falta de percepção que você tem das palavras! Lhe falta entendimento textual mesmo! O irmão James, em momento algum de seu comentário, discordou ou me censurou, pelo contrário! Leia direitinho, e tenha cuidado da próxima vez para não confessar que não sabe interpretar textos, o que deduz texto bíblico também.

Você, meu caro que atende pelo nome de Anônimo (que nome bonito!), em nenhum momento se ateve ao conteúdo do meu artigo. Por que não o refutou? Por que não usou de argumentos sistemáticos bíblicos para refutar o que eu postei no artigo? Por que esqueceu o campo das idéias e veio atacar a minha pessoa, quando cita (errôneamente) Jesus e o ensino da trave (e não trava)? Nunca chamei ninguém de corrupto aqui! Nunca citei nomes! O que sempre fiz foi expor atitudes e ensinos, e analisalos sob o fulcro da Palavra de Deus. Quem se sente enquadrado não posso fazer nada! Apenas se entregam!

Você diz também, demonstrando total desconhecimento bíblico, que "quem somos nós para julgar?". Se você conhecesse de Bíblia ou foi leitor assíduo de meu blog, já teria visto que sua poergunta não tem sustentação bíblica alguma.

Você deve me conhecer muito bem, ao ponto de mandar eu ter um coração puro, mente pura... oras, não sou criança nem neófito, sei o que é certo ou errado. Sei quando erro e quando acerto, sei quando estou ótimo, bem, regular ou mal com meu Deus. Não sou perfeito, sou sim um pecador que carece da graça de Deus, mas sei quem sou. Sei que não sou o melhor dos crentes, mas sei e estou certo que enquanto eu estiver ensinando e defendendo a Palavra como ela é, estarei apto para mostrar o erro que for, pois quem mostra não sou eu, mas a própria Palavra. Culpe a Bíblia! No demais, sendo apenas honesto, digo que tenho moral sim para rebater qualquer ensino ou prática que contrariem a Palavra de Deus, pois enquanto eu me mantiver cativo a Palavra, não será eu que falarei, mas a Palavra que terá sempre vez por minha boca ou escritos.

No demais, que Deus o abençoe e dê sabedoria suficiente para discernir o que a Palavra nos ensina, mesmo que você não venha a cumprir tudo, mas que pelo menos entenda e procure (a todo custo), obedecer a Palavra e Vontade de Deus.

Anchieta Campos

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Victor Leonardo, a paz do Senhor!

Obrigado pela sua ímpar participação e apoio. Deus o recompensará por isto!

Já tinha visto seu blog, o Geração que Lamba, o qual é muito bom e sempre dava uma passadinha. Acabei de adicioná-lo a minha lista do meu blog.

Abraços fraternos meu caro!

Anchieta Campos

james disse...

A vós graça, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo, amado irmão Anchieta!

Não poderia deixar de me manifestar, neste momento em que, minha pessoa é citada, mas tenho a certeza que tudo é para honra e glória do nome do Senhor Jesus...

Muito temos lido através da rede virtual, entretanto, poucos são os que defendem com Amor o Santo Evangelho do Senhor (como é o caso deste texto, respaldado pelas Sagradas Escrituras, em vosso excelente blog, irmão Anchieta)...

Somos criticados por falarmos de ‘a’ ou ‘b’, pois, muitos se acham os donos da verdade e não Deus, são eles os protagonistas do cumprimento da Palavra de Deus que, nos afirma, “nos últimos dias sobrevirão falsos mestres”, mas, a Palavra de Deus nos ensina a repreender, admoestar os que, deturpam a são doutrina, portanto, não estamos julgando e sim, repreendendo e admoestanto, como nos ensina nosso amado irmão Paulo:

- Gálatas 2.14, Paulo repreende Pedro na presença de todos...
- 1Timóteo 5.20, novamente Paulo, exorta a repreender na presença de todos, os errados...

Assim, neste momento, venho na presença de Cristo Jesus, testemunhar que, apesar da pouca idade, nosso irmão Anchieta, é um baluarte nas mãos do Senhor...

Fraternalmente.
James.
www.jesusmaioramor.blogspot.com

Anônimo disse...

Quem é você para ensinar? se toca menino!você já tinha a cabeça grande,e agora com esse curso de direito que você ta fazendo,ela vai explodir. covarde é você!
você se acha o dono da verdade, abra uma igreja pra você!aposto que vai dar certo,porquê você sabe de tudo...sim eu entendi o texto,só que o que eu ví de proveito foi aquele versículo que fala de puro e impuro,ele se encaixa direitinho na sua cabeça.você como vice presidente deveria ter mais ética,já que você se diz ser ético.tire as fotos da internete que mostra você bebendo bebidas alcólicas.tenha vergonha!vou lhe perdoar pq você é um menino na fé.se cuida!

Anchieta Campos disse...

Caro irmão e amigo James, a paz do Senhor esteja sobre vós e os seus.

Obrigado, de coração, pelo seu pronto atendimnto a esta causa.

Suas palavras muito me honram e motivam para continuar nesta espinhosa caminhada de defender a Palavra de Deus e suas doutrinas.

Digo tudo isso, e sei que o amado sabe disso, de todo coração e sinceridade.

Seu comentário foi cristalino e completamente terminativo, não necessitando de nenhuma complementação.

Que a nossa amizade e fraternidade possam se fortalecer cada vez mais pelo vínculo da paz e da Palavra de Deus. Amém.

Abraços fraternos.

Anchieta Campos

Anchieta Campos disse...

Anônimo, saudações.

Basicamente o que tinha de falar já falei no último comentário, o qual você não respondeu e nem se contrapoz (para variar). Aí você vem novamente e continua atacando a minha pessoa (e não meus artigos) sem fundamento bíblico sistemático algum.

Só o fato de você se esconder na covardia do anonimato já torna seu comentário repróbo e totalmente desacreditado. Mas para não ficar sem uma resposta, falo a seguir.

Você pergunta quem sou eu para ensinar. E eu pergunto quem é você para me repreender? Você me chama de menino, mas sou homem o suficiente para assinar o que escrevo, diferente de você. Você diz que a minha cabeça vai explodir por eu fazer Direito, então eu pergunto qual o seu gabarito? Não que o curso tenha alguma influência em nosso caráter, mas por como você fala você deve ter um gabarito muito maior que o meu. Não me acho o dono da verdade, nem sou o dono da verdade, pois a Bíblia não tem dono, mas tem sim pessoas que a honram e a pregam como ela é, sem deturparem ensinos e doutrinas. Não vou abrir uma igreja para mim, nunca farei isto, e se você me conhecesse bem mesmo saberia que isto nunca nem sequer passou pela minha cabeça. Quem conhece meus escritos e linha de pensar sabe o quanto amo e sou fiel à minha denominação, mesmo reconhecendo que ela tem erros e falhas como toda igreja tem. O meio protestante já está dividido demais! Você se entrega ao me chamar de vice-presidente da mocidade, pois não defini isto em meu blog, e só quem me conhece pessoalmente sabe disto. Realmente desde o primeiro comentário duvidei que seria alguém daqui mesmo. E hoje já tenho uma quase certeza de quem seja, fato este que já me deixa tranqüilo, pois sei de onde vem os ataques, bem como sei a motivação dos mesmos. Por fim você me ataca dizendo para eu tirar fotos da internet onde eu bebo bebidas alcoólicas. Oras, sei quem está por detrás deste anonimato, e sei que não pode falar do fato de eu beber vinho, e você bem sabe o motivo Anônimo. Bebo vinho sim, nunca neguei nem escondi isto; bebo moderadamente; nunca me embriaguei nem fiquei com minhas faculdades mentais comprometidas em momento algum. Sei evitar escândalos, não bebo vinho para escandalizar ninguém, não bebo com freqüência e nem em todo lugar. Não tenho essa proibição para comigo porque não vejo, sinceramente e particularmente, motivo para realiazr tal proibição pessoal. Portanto, não censuro quem bebe vinho ou deixa de beber vinho, pois vejo nisto um ato de liberdade e escolha, e não uma doutrina, claro que respeitado a moderação e o bom senso para com os próximos, sejam crentes ou não. Ademais, não tenho para quê dar satisfação de minha vida pessoal a ninguém, pois não sou casado nem muito menos noivo, nem namorada tenho no momento para dar satisfações a ela; então muito menos darei satisfação a uma pessoa que nem a coragem teve de se identificar.

Por fim, agradeço pelo fato de me perdoar, só não o que fiz para com você, pois não entendo como posso ofender uma pessoa que nem mesmo se identificou. Se, por acaso, ofendi você, não foi a sua pessoa, mas sim ao que um Anônimo escreveu.

Por fim, comunico, caso você não tenha essa noção, que não obrigado a responder a ninguém que comenta neste blog, muito a comentários infudados e anônimos. Respondo para defender a Bíblia e seus ensinos, e para me defender quando me couber esta faculdade.

Se for para você vim com novos comentários infundados e anônimos deste jeito, é melhor nem perder o seu tempo, pois não lhe darei a honra de gastar meu precioso tempo em responder questões claras e infundadas promovidas pela vossa pessoa.

Que Deus te abençoe e te ilumine grandemente, em nome de Jesus. Amém.

Anchieta Campos

Roberto disse...

caro irmao anonimo anchieta nao falou nada d+ nem se direcionou a ninguem. este blog tem como traço postar sobre temas biblicos, vc ta muito nervoso sem noçao voce criticar o curso de direito talvez vcnao tenha tido a capacidade de chegar a faculdade pra saber q ela abre a cabeça de ideias claras e logicas nao de bobagens como as que covardemente vc se escondeu em dize-las anonimamente vc é tao sabio nao sabe nem que isso é crime o artiguo é generico e abstrato nao cita nome nem é direcionado a ninguem por essa razao vc nao pode vir aqui criticar anchieta valeu tenha calma irmao é a politica que ta te deixando nerveso é

Anchieta Campos disse...

Caro irmão e amigo Roberto, saudações em Cristo Jesus.

Sou-lhe muito grato pelo seu valioso apoio. Deus o recompensará por isto!

Infelizmente é assim mesmo; existem muitas pessoas que se escondem no anonimato e não sabem o que dizem, defendem e nem o que atacam. Estão completamente perdidos, desorientados e sem noção alguma do que dizem. Chega a dar dó.

Que Deus o abençoe e guarde grandemente, em nome de Jesus. Amém.

Forte abraço!

Anchieta Campos