segunda-feira, 21 de julho de 2008

A síndrome do conhecimento

“O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria” Pv 18:15.

Há tempos que vinha pensando em escrever este artigo, e com umas “motivações” que tenho contemplado em nossos púlpitos e em conversas extra-eclésia com irmãos, senti-me forçado a produzir este sucinto artigo que, como sempre foi com os demais publicados aqui, tem a única finalidade de honrar a Palavra de Deus.

Indo direto ao ponto: está ocorrendo em nosso tempo uma verdadeira “síndrome do conhecimento”. É comum ouvirmos pregadores, possivelmente ao tentar defender a igualdade entre pessoas cultas, de um nível educacional mais elevado, com pessoas incultas e que não tiveram a oportunidade (ou o querer) de crescerem mais em seu nível de intelecto, usarem expressões do tipo: “Deus não quer saber de sua formatura”, “Deus não quer saber se você faz Direito”, “Deus não quer saber se você faz ou já fez teologia”, “Deus não quer o seu diploma e o seu anel de teologia”, “Deus não quer saber se você usa palavras bonitas, se você prega com eloqüência”, e por aí vai! E o mais interessante é quem mais usa dessas frases de efeito são pessoas que não tem um nível cultural/educacional/teológico apurado, na verdade não tem em quase nada.

Percebo que está surgindo uma onda (pelo menos nas igrejas e cidades em que tenho um certo conhecimento) de se desprezar e pré-julgar quem tem um destaque intectual/cultural acima da média. Vejam para onde estamos caminhando! Apologia a ignorância! Está-se criando uma verdadeira acepção de pessoas! Quem tem estudo, quem estuda teologia ou tem um certo destaque universitário, está praticamente fadado a ser envergonhado pela maioria dos pregadores atuais.

O que eu gostaria de dizer aqui, é que Deus não facilita a vida do inculto e nem dificulta a vida do culto/intelectual, e vice-versa. Deus não rejeita a inteligência e cultura, como também não rejeita a simplicidade daqueles irmãos que não tiveram uma oportunidade de estudar e ter um destaque secular maior. Como bem todos sabem, Deus não faz acepção de pessoas.

Na Bíblia nós vemos toda uma sistemática de Gênesis a Apocalipse em defesa do crente ser uma pessoa que lê, estuda as escrituras e que cresça no intelecto em relação a sociedade em que vive. Temos inclusive um livro dedicado somente a exaltar a sabedoria e o conhecimento, que é o famoso livro de Provérbios. São 31 capítulos exaltando, honrando e incentivando o homem a buscar a sabedoria e o conhecimento. Na Bíblia não se achará nenhum incentivo a ignorância.

As palavras de Salomão são duras, mas são verdadeiras: “Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento?” Pv 1:22. Não fiquem com raiva de mim, culpem o Autor! Isso mesmo, com “A” maiúsculo! Até onde eu sei Salomão fora inspirado por Deus. A Bíblia ainda nos mostra que o homem que adquire o conhecimento e acha a sabedoria é bem-aventurado (Pv 3:13). Mostra que os justos se libertam pelo conhecimento (Pv 11:9; Jo 8:32). Compara os sábios e os tolos sob a ótica do conhecimento (Pv 15:7,14). Recomenda a buscarmos e darmos atenção ao conhecimento (Pv 23:12).

A Bíblia ainda nos mostra a força e escudo que traz o conhecimento e a sabedoria, onde Salomão afirma que “O homem sábio é forte, e o homem de conhecimento consolida a força” Pv 24:5 e “Porque a sabedoria serve de defesa, como de defesa serve o dinheiro; mas a excelência do conhecimento é que a sabedoria dá vida ao seu possuidor” Ec 7:12. A pessoa que tem o conhecimento da Palavra, mesmo com essa onda que está surgindo, ainda é respeitado e “temido” em sua congregação, mesmo em seus momentos de dificuldade e fraqueza o seu conhecimento lhe servirá de força, escudo e sustentação. Este mesmo princípio vale para o meio social como um todo, em todos os seus aspectos. É notório que hoje (mais do que nunca) o mercado de trabalho e os concursos públicos privilegiam quem tem um nível intelectual mais apurado.

Reforço dizendo que para Deus todos são iguais, sem nenhum tipo de distinção. Deus usa cada um de acordo com as limitações e qualidades pessoais, claro que Ele sempre capacita a todos, pois toda boa dádiva provém de Deus (Tg 1:17), mas é inegável que uns buscam e analisam mais do que outros (At 17:11), e isto será, com certeza, um fator diferenciador no modo de Deus usar (Ec 1:18). Prova maior foi o inegável singular uso de Paulo na obra de Deus.

A Bíblia mostra que Deus usa a todos. Lucas era médico, Paulo um poliglota, Mateus um cobrador de impostos, Marcos um jovem, João e Pedro pescadores (mas não analfabetos, deixar isso bem claro), ou seja, Deus usa a todos, sem distinção alguma. Não rejeita os sábios nem os incultos, mas deseja que todos cresçamos em sabedoria e conhecimento.

Encerro com as palavras de Salomão em Pv 2:1-6: “FILHO meu, se aceitares as minhas palavras, e esconderes contigo os meus mandamentos, para fazeres o teu ouvido atento à sabedoria; e inclinares o teu coração ao entendimento; se clamares por conhecimento, e por inteligência alçares a tua voz, se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares, então entenderás o temor do SENHOR, e acharás o conhecimento de Deus. Porque o SENHOR dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento”. Amém.

Viva a sabedoria! Viva ao conhecimento! Ambos são dons e dádivas de Deus!

Anchieta Campos

11 comentários:

Anônimo disse...

A paz do Senhor!

Realmente ocorre esse tipo de "pregação" dentro de nossas denominações.Muitos não buscam o conhecimento da Palavra de Deus,nem tão pouco na área secular.
E quando determinado irmão prega com mais eloquência,torna-se o alvo de criticas, tais como:Ele quer ser o pastor? Ele quer ser teólogo?
Geralmente esse tipo de comentário provém de pessoas que gosta de animar a igreja sem nemhuma explanação da Palavra de Deus.
Os animadores de platéia estão espalhados por aí. Cuidado!

Fraternalmente,

Francivaldo Jacinto

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Anchieta, a paz do Senhor!
Belo artigo...
O pastor Cícero Canuto de Lima, antigo líder da Assembléia de Deus em São Paulo, sempre dizia: “A ignorância não é virtude”! Infelizmente, muitos de nossos pastores não ouviram o conselho do amado pastor.

Gutierres Siqueira
www.teologiapentecostal.blogspot.com

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Francivaldo: a paz do Senhor.

A igreja evangélica nunca será tida como séria enquanto ainda tivermos em nosso meio uma mentalidade tão mesquinha como a refutada neste artigo.

Abraços fraternos!

Caro Gutierres: a paz do Senhor.

Fico feliz em ver mais uma vez sua ilustre presença em meu blog.

A frase trazida pelo irmão é uma verdadeira pérola do nosso memorável Cícero Canuto de Lima.

Obrigado pelo seu sempre constante apoio. Deus o recompensará por isso.

Abraços fraternos!

Anchieta Campos

Junior disse...

Exímio artigo!!

Há tempos sentia o desejo de verberar contra essa "mentalidade mesquinha" dos ignorantes. Seu post veio em boa hora.

Abraços
Junior

Anchieta Campos disse...

A paz do Senhor irmão Júnior,

Seu apoio muito me incentiva. Suas palavras aqui muito me honrar.

Realmente tem muita coisa a ser tirada do meio do povo de Deus. Oremos e demos sempre exemplo de bom trato para com a Palavra de Deus.

Mais uma vez obrigado pelas suas palavras de apoio. Deus o recompensará por isso.

Abraços fraternos.

Anchieta Campos

Daniel disse...

Concordo com cada palavra deste post. E vou além! Os "incultos", achando que o cristão não precisa ser encanado com a busca pelo conhecimento (seja ele vindo da Palavra ou secular mesmo), apelam para proposições do tipo "Pedro era semi-analfabeto e sua sombra curava pessoas". E o quico? Paulo era culto e intelectual e 70% do Novo Testamento é composto por cartas escritas por ele!!! Será que isto não diz nada aos apologistas da ignorância??

E falo com experiência de causa. Faço seminário e já escutei "seminário não é tudo... conhecimento só não basta". Ok, agora digam algo que eu ainda não sei.

Anchieta Campos disse...

Caro Daniel, a paz do Senhor esteja sobre o amado e os seus.

Sou muito grato pelo seu valioso apoio, algo que me deixa muito alegre. Mas o que me deixa mais alegre ainda é o fato de saber que existem pessoas (como o amado irmão) que compreendem a suma importância da sabedoria e do conhecimento bíblico e secular (aquele em primeiro lugar).

Destacando seu último parágrafo, realmente é comum ouvirmos esses tipos de pessoas dizerem "teologia não é tudo", "seminário não é tudo", "faculdade não é tudo", e eu sempre dizia comigo mesmo assim como o irmão: "é... digam algo que eu ainda não sei".

Que o conhecimento ou o estudo não são tudo é algo que todo estudante sério das Sagradas Escrituras sempre souberam!

Abraços fraternos meu caro. Deus o abençoe grandemente.

Anchieta Campos

João Paulo Mendes disse...

Irmão Anchieta, a Paz do Senhor,

Ainda nesse final de semana, 26 e 27, senti-me constrangido a buscar mais e mais conhecimento no Senhor e acerca daquilo que envolve seu Reino.Participei de um seminário ministrado pelo Pastor Marcos Tuler, homem dedica ao aprendizado e aperfeiçoamento em sua área, teológica e didática, o memos deixou claro que se queremos ser relevantes na obra de Deus, então devemos nos esforçar ao máximo para alcançarmos sabedoria e conhecimento.
Infelizmente ainda há pessoas que pensam como foi exemplificado no post, é certo que o Senhor quer que cresçamos diariamente em todos os sentidos que sejam proveitosos para sua obra.Postei um artigo simples sobre hermenêutica justamente buscando despertar os cristãos para o amor, exame e dedicação à Palavra.
Deus continue abençoando-o.

Joao Paulo
www.joaopaulo-mendes.blogspot.com

Anchieta Campos disse...

Caro irmão João Paulo, a paz do Senhor.

Suas palavra em meu blog serão sempre muito bem-vindas.

Devemos, realmente, buscar o conhecimento bíblico e secular. Não é pecado, algo sujo, muito menos imoral. O erro é a defesa da ignorância.

Que mais e mais pessoas possam seguir o conselho do nosso amado pastor Marcos Tuler.

Abraços fraternos!

Anchieta Campos

Clemen Felix disse...

Anchieta, essa é a primeira vez que entro aqui, depois volto para ler outro posts.

Uma benção, esse post! Amei!!!

Iniciei, ontem um blog. Você e seus leitores são bem vindos!

Um abraço,
Clemen

Anchieta Campos disse...

Nobre Clemen Felix, a paz do Senhor.

Seja muito bem vinda ao mundo dos blogs, bem como a Blogosfera Evangélica. Fico feliz por sua visita, bem como por ter gostado do que leu. Deus seja louvado por isto.

Vi seu blog, em breve estarei comentando por lá. Tens mais um leitor.

Abraço.

Anchieta Campos