sábado, 5 de janeiro de 2008

Uma palavra sobre a existência de Deus

“DISSE o néscio no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, e cometido abominável iniqüidade” Salmo 53:1a.

“E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos” Hebreus 1:10.

Atendendo a pedidos, tive o cuidado de elaborar esta pequena missiva sobre o tema da existência de Deus. Não se trata de uma produção completa e nem um estudo aprofundado, mas apenas mostrarei evidências que são suficientes para provar a existência de Deus. Creio que não seria preciso abordar um tema como esse em meu blog, devido à clareza das evidências, que apontam sem dúvidas para a existência de Deus, mas infelizmente existem pessoas que querem passar a imagem de sábias e entendidas, mas acabam, por terem um coração duro para com o Espírito Santo, caindo no engodo do materialismo/evolucionismo. Quem quiser mais informações sobre a veracidade da Bíblia, e a conseqüente existência de Deus, pode acessar minha postagem “A Bíblia e o seu Dia” http://anchietacampos.blogspot.com/2007/12/bblia-e-o-seu-dia.html.

Antes de qualquer coisa é preciso salientar que somente as pessoas que tem um coração, uma mente voltada para o Espírito Santo, é que podem compreender as coisas espirituais, “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo” 1 Co 2:14,15a. Portanto, evidências científicas, naturais e lógicas, podem até convencer sobre a existência de Deus, mas sem o Espírito Santo na vida da pessoa ela continuará perdida e confusa em relação as coisas de Deus.

Primeiramente temos que lembrar a fragilidade dos defensores do evolucionismo, pois quem nega a existência de Deus somente poderá ser um evolucionista. As teses (teses mesmo) dos que crêem no big-bang e evolução não se sustêm em si mesmas. Os céticos defensores destas correntes simplesmente não conseguem explicar a origem de tudo, a origem do primeiro grão de poeira cósmica (de onde veio o cosmos?) que, por meio de uma forte atração (de onde veio essa atração?) entre elas veio a ocorrer uma enorme explosão que veio a formar este complexo e gigantesco universo (que milagre não!?), que não conseguimos chegar, mesmo com toda a nossa sabedoria (de onde veio a sabedoria?) a casa vizinha da esquina.

Sendo materialistas como são, suas posições caem em contradição com a ciência provada e com a própria tese, pois uma matéria surgiria do nada? Onde fica a lei de que nada se cria nem se perde, mas tudo se transforma? O pensamento materialista nunca conseguirá se suster e estar em paz com a ciência provada.

Pior ainda é tentar defender que o complexo sistema vital que habita neste mundo possa ter se originado de um organismo uni-celular (de onde veio a vida desse organismo uni-celular?), sem nem explicarem de onde veio esse organismo, de onde veio essa vida, ou como foi possível que ele viesse a ser matéria existente.

A ciência em defesa de Deus

Outro problema para os materialistas evolucionistas é que a ciência provada e aceita (diferentemente da ciência teórica, que dela faz parte o evolucionismo) nos mostra a impossibilidade de veracidade das idéias evolucionistas. A evolução pregada por Darwin simplesmente contraria leis científicas. Vejamos algumas:

A Primeira Lei da Termodinâmica – Essa lei, que também é chamada de lei da conservação da energia, estabelece que a energia pode ser convertida de uma forma a outra, mas não pode ser criada ou destruída. Nada na organização atual da lei natural pode dar conta de sua própria origem, evidenciando a impossibilidade materialista da teoria (apenas uma teoria) da evolução. Essa lei fica mais fácil de ser compreendida e aceita quando a analisamos do ponto de vista em que um Deus VIVO e que tem todo o poder, criou essa energia e a organizou como a vemos hoje, organizada e finalizada. A evolução não se sustêm, a criação sim, além do que se partirmos do pressuposto de forçosamente uma das duas tem que ser a verdade, e como a da evolução não passou do crivo da Primeira Lei da Termodinâmica, conseqüentemente a criação divina é a verdadeira.

A Segunda Lei da Termodinâmica – Também conhecida como a lei da dissipação da energia, diz que sistemas estruturados progridem de um estado mais ordenado e complexo para um menos ordenado, desorganizado e aleatório, processo esse conhecido como “entropia”. Teoricamente em uma situação raríssima, limitada e temporária, poderia ocorrer um final de estado mais ordenado, mas a regra da lei é de que todos os sistemas caminham rumo à desorganização/deteriorização. Sendo assim a evolução viola diretamente a segunda lei da termodinâmica, e os evolucionistas são absolutamente conscientes dessa verdade, e por esta razão sempre precisam de bilhões de anos de violações freqüentes da segunda lei da termodinâmica. Estatisticamente a evolução não é apenas altamente improvável, mas virtualmente impossível.

A Lei da Biogênese – Essa lei nos ensina que apenas vida gera vida. Os materialistas evolucionistas não podem e nunca poderão nos mostrar de onde surgiu a primeira vida, pois não conseguem explicar a origem da matéria primária, muito menos da vida primária. Matéria inanimada não pode gerar vida (isso partindo já do inexplicável pressuposto da origem inexplicável da matéria, segundo a teoria evolucionista). A “geração espontânea”, que prega que a vida se originou quando um raio atingiu algo denso e de alguma maneira (inexplicável e sem lógica) uma célula viva se formou, desenvolvendo larvas que agindo em carnes (de onde veio essa carne meu Deus?) em decomposição viriam a desenvolver-se e findar nas complexas vidas que temos hoje. Pasteur (1860), Spallanzani (1780), e Redi (1688) refutaram definitivamente essas idéias descabidas. Essa lei apenas se amolda ao criacionismo, refuta o evolucionismo e confirma a idéia do controle de Deus em todas as coisas e na criação. Lembre-se ainda que as mutações não evoluem o ser vitimado pela aberração, pelo contrário, sempre o gera de modo imperfeito, incompleto, tanto é que os seres que nascem com distúrbios genéticos são impossibilitados de se reproduzirem, ou passar seus genes defeituosos (modificados por uma falha natural) adiante.

Existem outras evidências científicas e naturais que apontam apenas para uma verdade: Deus criou e sustêm o universo de uma forma perfeita e milimetricamente harmônica. Tomemos apenas alguns dos inúmeros exemplos. A Terra, que em seu movimento de rotação leva 24 horas para completar uma volta em torno do seu eixo. Se essa velocidade de rotação fosse reduzida a 1/10, o tempo de duração dos dias e das noites aumentaria cerca de dez vezes. Isto seria desastroso: durante o dia o sol abrasador queimaria toda a vegetação, enquanto que as baixíssimas temperaturas à noite congelariam tudo que tivesse sobrevivido. A atmosfera terrestre possui densidade adequada para proteger-nos da chuva de milhões de meteoritos que diariamente nela penetram à velocidade aproximada de 45 Km por segundo, sendo queimados antes de atingirem nossas cabeças. Se a atmosfera fosse mais rarefeita, sofreríamos um constante e terrível bombardeio, além da mesma nos proteger das radiações letais que também atingem em cheio o nosso planeta. A Lua dista cerca de 384.000 Km da Terra. Se esta distância fosse apenas 80.000 Km, as marés, atualmente inofensivas, haveriam de inundar e submergir todos os continentes duas vezes ao dia, destruindo qualquer possibilidade de vida.

Todo esse sistema é obra do acaso? Tem que ter muita fé para se crer nisso! A lógica, a ciência, a natureza, o universo, a complexidade do homem e sua singularidade em relação aos outros animais, apenas vem a confirmar a verdade bíblica da criação como se encontra registrada em Gênesis. Crer-se que tudo isso é obra do acaso, de uma explosão, é a mesma coisa que deixarmos o cimento, o ferro, areia, os fios, canos, tomadas, interruptores, portas, mobília, cerâmica, baldes de tinta, enfim, deixarmos tudo que compõe uma grande construção largado ao léu, e após anos se constatar que a construção, por exemplo um colégio, fora feita sozinha, por obra do acaso.

Simplesmente não existem registros fósseis que comprovam a evolução, o tão falado “elo perdido” nunca fora encontrado. Onde se encontram as espécies em transição? As espécies nunca mudaram! Porque ainda existem macacos, chimpanzés?

Sinceramente, crer-se na evolução é assumir uma posição científica ignorante, aonde se crê naquilo que não se sabe de onde veio, nem como veio, nem como se mantém, nem a razão de se crer naquilo que eles sabem que não tem como crer, pois somente crendo muito naquilo que não é possível crer é que se poderão fazer crer naquilo que realmente não dá para ninguém crer! Que coisa!

E que tal lermos palavras de homens como Einstein, Isaac Newton, e o próprio Darwin?

“A opinião comum de que sou ateu repousa sobre grave erro. Quem a pretende deduzir de minhas teorias científicas não as entendeu. Creio em um Deus pessoal e posso dizer que, nunca, em minha vida, cedi a uma ideologia atéia. Não há oposição entre a ciência e a religião. Apenas há cientistas atrasados, que professam idéias que datam de 1880. Aos dezoito anos, eu já considerava as teorias sobre o evolucionismo mecanicista e casualista como irremediavelmente antiquadas. No interior do átomo não reinam a harmonia e a regularidade que estes cientistas costumam pressupor. Nele se depreendem apenas leis prováveis, formuladas na base de estatísticas reformáveis. Minha religião consiste em humilde admiração do espírito superior e ilimitado que se revela nos menores detalhes que podemos perceber em nossos espíritos frágeis e incertos. Essa convicção, profundamente emocional na presença de um poder racionalmente superior, que se revela no incompreensível universo, é a idéias que faço de Deus”. Albert Einstein. Disponível em http://www.guia.heu.nom.br/fe_de_albert_einstein.htm.

“Os movimentos que os planetas têm hoje não puderam originar-se através de causas naturais isoladas, mas, sim, lhes foram impostos por um agente inteligente. Devemos acreditar que há um só Deus ou Monarca Supremo a quem devemos temer, guardar as suas leis e dar-lhe honra e glória. Devemos acreditar que Ele é o Pantokrator, Senhor de Tudo, com poder e domínio irresistíveis e ilimitados, do qual não temos esperança de escapar se nos rebelarmos e seguirmos a outros deuses, ou se transgredirmos às leis de Sua soberania, e de quem podemos esperar grandes recompensas se fizermos a Sua vontade. Devemos acreditar que Ele é o Deus dos judeus, que criou os Céus e a Terra e tudo o que neles existe, como o expressam os Dez Mandamentos, de modo a que possamos agradecer-lhe pela nossa existência e por todas as bençãos desta vida, e evitar o uso do Seu nome em vão ou adorar imagens ou outros deuses”. Isaac Newton. Disponível em http://www.iqc.pt/ateismo/a-f-de-isaac-newton.html.

“Quando penso sobre o olho, fico abismado!”. Darwin, ao comentar sobre a impossibilidade do olho humano ter evoluído de uma espécie menos complexa, devido a alta complexidade desse membro do corpo. Disponível em http://www.sergiosakall.com.br/montagem/5darwin-stamps.html.

“Quando nos detemos para analisar os pormenores, podemos provar que espécie alguma mudou. Nem conseguimos provar que as supostas mudanças tenham sido benéficas, pois este é o fundamento da teoria. Não podemos sequer explicar porque certas espécies se transformaram e outras não”. Darwin, em 1863. Disponível no site anterior.

“Todavia, na mesma proporção em que este processo de extermínio atuou em escala gigantesca, também deveria ter sido enorme o número de variedades intermediárias outrora existentes no mundo. Por que razão toda a formação geológica e toda a camada sedimentar não se encontram repletas destes elos? Com efeito, a Geologia não nos revela nenhuma cadeia orgânica interligada por elos contínuos, sendo esta, talvez, a objeção mais evidente e ponderável que se possa contrapor à minha teoria”. Darwin. Disponível em http://www.apologetics.org/portugues/myths.html.

“estou consciente de que me encontro num atoleiro sem a menor esperança de saída. Não posso crer que o mundo, tal como vemos, seja resultado do acaso, e, no entanto, não posso considerar cada coisa separada como desígnio divino”. Darwin. Disponível em http://www.lepanto.com.br/Evolucion.html.

“Eu era jovem e minhas idéias não estavam formadas. Não quis saber de perguntas nem sugestões e o tempo todo me surpreendia com tudo o que estava fazendo. Para meu espanto, minhas idéias se espalharam como um incêndio florestal. As pessoas fizeram delas uma verdadeira religião”. Darwin. William Federer, America’s God and Country (Fame Publishing, Inc: Coppell, Texas, 1994), p. 199.

A criação atesta de Deus e torna o homem inescusável perante Ele, “Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis” Rm 1:19,20 e “OS céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos” Salmo 19:1.

Espero e oro sinceramente para que as pessoas que ainda não enxergaram a verdade divina que nos cerca possam abrir os olhos e ter um coração voltado para crer nas coisas de Deus, no seu amor e em sua Palavra, para que, enfim, possam sentir o gozo e dizer em seu coração como o escritor aos hebreus disse: “Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente” Hb 11:3.

Quem quiser ler mais pode acessar:
http://www.earthharvest.org/pt/ApologiaDaBibliaChristianismo/ExisteUmDeus/9DesenhadorDeusVersesDarwin.htm

http://www.impacto.org/ibv/ibv3-2.htm

http://www.iqc.pt/ateismo/testemunho-demolidor-de-isaac-newton.html

http://www.cacp.org.br/movimentos/indexmenu.aspx?menu=12&submenu=2

http://www.cacp.org.br/movimentos/indexmenu.aspx?menu=12&submenu=4

Em defesa do Evangelho,

Anchieta Campos

8 comentários:

sabina campos disse...

"Achar que o mundo não tem um criador é o mesmo que afirmar que um dicionário é o resultado de uma explosão numa tipografia."
Benjamin Franklin

Anchieta Campos disse...

Ahh.. gostei do "campos".. hehe..

Anônimo disse...

Finalmente um estudo cristão recheado de conhecimento,coisa rara em tal meio.
Confesso que muitos dos fatos se revestem de seriedade,dando ênfase a gigantes da ciência.
Pórem umas dúvidas ainda pairam.
Já que sengundo autor do blog,tudo teve seu começo:Quem criou Deus? Há evidências de vida após morte baseada em que? Só na Bíblia?
Para mim religião é uma forma do homem dá sentindo a algo.Eles não aceitam estar nessa Terra "para nada" e procura uma religião para dá sentindo a algo, que se existe, nunca se mostrou para mim.

obs: Não estou fechado à idéia de Deus, apenas eu não o o vejo.

Anchieta Campos disse...

Anônimo,
Obrigado pela participação (seja lá quem for..hehe).
Primeiramente saiba que estudos cristãos recheados de conhecimento não são uma raridade. Conheço bem a realidade dos apologistas cristãos, sei que existem muitos que, por não terem uma devida formação, ficam em suas defesas apenas nas suas lógicas não tão aprimoradas e na fé, o que não deixa de ser louvável.
Existem muitos, mas muitos cristãos capacitados para dar uma resposta fundamentada na lógica e na razão para a defesa da Bíblia Sagrada, de um modo tão coerente que chegam a ser "irrefutáveis".
O caro tem conhecimento da CPAD? A editora denominacional da Assembléia de Deus, a maior editora evangélica da America Latina é recheada de obras literárias ricas em conhecimento em todas as áreas que envolvem a fé. Recomendo a visita ao site da mesma, tenho certeza de que acharás obras que lhe chamarão o interesse.
Os links que já postei, além do próprio post, creio serem suficientes para se eliminar essa idéia ignorante da não existência de Deus.
Quanto as suas perguntas, é bem simples: a boa razão, o bom senso e a lógica (a científica, natural, <...>) apontam sem sombras de dúvidas para a falência do evolucionismo e do big-bang, apontando sempre em um única direção: a existência de um Ser Superior e que detém todo o controle no universo. Além desses fatores, inclua a fé, que só vem a andar de braços dados com o que fora deduzido de um modo inequívoco.
Lembre-se que sem fé é impossível de se agradar a Deus (Hb 11:6). As evidências apontam sim em acordo com a fé, mas antes delas existe esta. A fé é o fundamento da crença.
A Bíblia diz que as coisas reveladas são para o homem, e as encobertas para Deus (Dt 29:29). Cremos que Deus sempre existiu, conforme a Bíblia, e cremos na vida após a morte, céu ou inferno, mas não podemos "provar" pois a experiência empírica nesses casos se tornam impossíveis devido a nossa limitação do tempo/existência. Aí é que entra a fé, sempre com o apoio e o respaldo das já citadas razão, lógica e ciência.
Obrigado pela participação e espero ter contribuído em algo para o seu crescimento intelectual.

Anchieta Campos

Anônimo disse...

Deus só existe na Bíblia e na imaginação dos crentes.Será coincidência ele não ser visto e não falar hoje em dia?Vocês baseiam sua fé em coincidências..coisas que acontece na vida.Veja um exemplo:Uma pessoa sonha por um emprego,passa 2 anos sem conseguir nada,porém orando a DEUS.(e diz que o mesmo está ,tipo..provando?)Dois anos depois tal pessoa consegue.E diz que foi Deus que "abriu a porta".Isso não é normal de mais?Isso não acontece com todo mundo?
Por isso que digo..só existiu na Bíblia.

Anchieta Campos disse...

Caro Anônimo 2.. vcs sempre ficam no anônimato.. é demais..

Primeiro: o que já fora postado por aqui e nos comentários, já é (mesmo que não seja tudo) o suficiente para tirar a todos desta ignorância do big-bang e do evolucionismo. Não sei pq vocês insistem em querer serem primos do macaco!! Precisa-se ter muita fé para se crer em um acaso tão harmônico e perfeito como é o universo e complexidade do mesmo e da vida na Terra, principalmente a humana (vá conhecer um pouco mais de biologia e genética).

Segundo: seu argumento é pobre. Apenas diz o que vocês pensam mas sem fundamento algum; é claro e evidente que pessoas de todo o tipo são agraciadas por empregos e outras coisa boas! Isso prova que você nunca leu (pelo menos de verdade) Ec 9:2,3.

Terceiro: realmente para pessoas de um coração duro como você realmente Deus não fala.

Quarto: acesse o site www.scb.org.br
lá vc encontrará algumas mensagens em dvd, e não se preocupe, não são pastores pregando, mas sim crentes cientistas, matemáticos, físicos, biólogos, químicos, historiadores e tantos mais, mostrando a ciência pura e imaculada, desvirtuada de nossa mídia anti-cristã. Tenho a certeza que se vc for uma pessoa imparcial e séria, terá que admitir a razão da fé-bíblica corretamente interpretada.

No demais, leia, veja um pouco mais, mas não se contente com o prato pronto e feito que a nossa mídia influenciada pelo mal nos repassa. Seja crítico meu amigo!

Atenciosamente,

Anchieta Campos

Anônimo disse...

Você não me respondeu.Ele não fala com ninguém...como na BIBLIA "FALAVA" com as pessoas.E quanto ao exemplo do emprego, quis dizer foi algo óbvio demais, normal.Como no caso de um médico que fizera uma intervenção cirurgica em alguem doente da garganta.A possiblidade de dá certo seria 50%?Precisa de um Deus para enquadrar essa estatística?
Além do mais vocês acreditam em demônios,um ser lendário..kkkk.Nada de se estranhar para quem acredita em doentes,animais falando,homem dormindo dentro de peixes,gigantes...
Obs: Nada contra sua fé, apenas estou demonstrando minha opinião.

Gostaria que me respondesse.

Anchieta Campos disse...

Caro ANÔNIMO,

Deus falava sim com o seu povo antigamente, mas também não era algo constante e banal. O AT levou séculos para ser escrito, ou seja, existe uma variedade enorme de tempo entre os escritos e profecias vero-testamentárias.

Outra coisa, a Bíblia, como sendo a nossa única fonte de regra e doutrina, ainda não estava terminada, as palavras divinamente inspiradas, inerrantes, apenas se fizeram presentes até João, por ocasião do término do Apocalipse (cf. Ap 22:18,19). No demais, aquilo que se encontra nos registros divinos já é o suficiente para herdarmos a vida eterna (cf. Jo 20:31). Desse modo a necessidade da intervenção direta/constante de Deus para falar com o seu povo diminuiu sensivelmente.

Vale destacar que o Senhor ainda fala com o seu povo, conforme a pneumatologia bíblica nos ensina a respeito dos dons espirituais, aonde aprendemos a atualidade dos dons de profecia (1 Co 12:10 e 13:2). Agora também meu amigo, fica complicado Deus falar ou tocar em seu coração quando você tem o mesmo duro e fechado para Ele. “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações” Tiago 4:8. Ainda “Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure” Mateus 13:15.

Deus realmente controla tudo, e não há que ocorra sem que esteja pelo menos debaixo de sua permissão, lembrando que muitas coisas ocorrem por méritos do homem, mesmo que as vezes Deus não queira este resultado, como é o caso da salvação, aonde Deus quer que todos se salvem (1 Tm 2:4), mas que por causa da vontade humana alguns acabam se perdendo (Mt 23:37). Isso se chama livre arbítrio. É bem verdade que aquilo que o homem planta colhe (Gl 6:7,8), sendo que se o homem estudar e se esforçar a tendência dele é de ser bem sucedido neste mundo, mas é bem verdade também que quando Deus quer ninguém o pode impedir (Is 43:13; Dn 3:17,18).

Quanto aos demônios, nós cremos que eles são seres espirituais e que não podem ser contemplados naturalmente pelo olhar humano, conforme a Bíblia nos mostra. Estando assim a nossa tese sempre em pé, mas vocês não podem provar que eles não existam, bem como os anjos, deste modo, a nossa premisse se sustém. Apenas o fato da consciência do certo e errado e de um temor que habita em cada um de nós em relação ao intocável e a própria morte, já nos mostra uma interação com o mundo espiritual.

No demais meu caro, como já fora dito, e a própria Bíblia assim nos mostra, se você permanecer com o coração duro e com a sua consciência cativa as suas idéias pré-concebidas, nunca a razão e a fé (que vem antes daquela) poderão lhe convencer do contrário.

“4 A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;
5 Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.
6 Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;
7 Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;
8 A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.
9 Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.
10 Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
11 Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.
12 Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
13 As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
14 Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
15 Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.
16 Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo” 1 Co 2:4-16.

“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam” Hebreus 11:6.

Repito o que eu disse no post anterior, estou apenas apelando pro conhecimento lógico e racional: leia mais, estude, pesquise, e seja crítico daquilo que vem ao seu conhecimento meu caro.

Oro por você, para que o Espírito Santo venha poder a lhe revelar a verdade, a justiça e o juízo.

Deus lhe abençoe, em nome de Jesus.

Atenciosamente,

Anchieta Campos