segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Frase quase divina – 29

Estive fora de minha cidade desde a última sexta (19/09), e somente hoje (agora a pouco) retornei para o meu doce lar, tudo a trabalho e para honrar compromisso. Foi um fim de semana realmente muito cansativo. Por estes motivos, como quem lê meu blog deve ter percebido, o quadro “Frase quase divina”, dominical em sua natureza, será publicado, excepcionalmente, em uma segunda-feira.

Publico uma frase (um pensamento bem interessante) do americano Brian Schwertley, o qual é Bacharel em Artes com concentração em História, pela Universidade de Temple (USA), Mestre em Divindade pelo Seminário Reformado Episcopal (USA) e pastor da Igreja Presbiteriana Reformada dos EUA.

“Sempre que o cristão encontra uma doutrina que não foi ensinada por alguém de qualquer ramo da igreja de Cristo durante os dezoito séculos passados, ele deveria ter muita suspeita de tal ensino. Esse fato em e por si mesmo não prova que o novo ensino é falso. Mas, deveria definitivamente levantar suspeitas, pois se algo é ensinado na Escritura, não é absurdo esperar que ao menos uns poucos teólogos e exegetas tenham descoberto isso antes” Brian Schwertley.

Anchieta Campos

10 comentários:

Francivaldo Jacinto disse...

A paz do Senhor!

Não sendo pessimista, mas já estava preocupado e sentindo a sua ausência na blogosfera.

Um forte abraço.

Francivaldo Jacinto.

josiel disse...

A paz do Senhor Anchieta!

A frase citada pelo irmão está em total coerência com a Bíblia!
É muito importante aferirmos como os bereanos, quando ouvimos qualquer tipo de ensino novo em nosso meio.

Por isso que eu gosto da nossa escola pentecostal(CPAD), embora nossos ensinadores não sejam perfeitos, eles vieram de uma escola bastante sólida e tem compromisso sincero com a Doutrina de Deus.

Deus o abençoe mais uma vez.

Josiel.

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Francivaldo, a paz do Senhor!

Fico feliz por sua atenção e cuidado para com a minha pessoa. Deus é o nosso sempiterno protetor e ajudador!

As ocupações seculares sempre são grandes, mas o nosso Deus é gracioso o suficiente para manter o nosso ministério.

Abraço fraterno!

Anchieta Campos

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Josiel, a paz do Senhor!

Realmente a nossa escola (CPAD) é um exemplo de zelo e apreço pelas Sagradas Escrituras. Sempre louvo a Deus pela CPAD e pelos seus escritores.

Forte abraço!

Anchieta Campos

james disse...

Graça e paz vos sejam multiplicadas, pelo conhecimento de Deus, e de Jesus nosso Senhor, amado irmão Anchieta Campos!

É sempre muita alegria contemplarmos com este rico espaço, bem como, com frases que nos levam as Sagradas Escrituras...

"Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe..." (1Timóteo 6)

Fraternalmente.
James.
www.jesusmaioramor.blogspot.com

Daladier Lima disse...

Já que o James esteve aqui e você tem a mesma posição dele, o que dizer da relação entre seu pensamento, desta semana, e o Ministério Feminino? Que existiu ao longo dos cinco primeiros séculos do Cristianismo e hoje é tido como heresia por puro diletantismo?

Parabéns pelo post.

Anchieta Campos disse...

Caro irmão James, a paz do Senhor.

Obrigado pelas suas sempre constantes visitas em meu blog e pelas palavras de apoio. Estou em mora com o seu blog em relação a visita mais demorada e participativa, mas em breve deixarei meus comentários por lá.

Forte abraço.

Anchieta Campos

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Daladier, a paz do Senhor.

Sinceramente creio que o movimento de ordenação de mulheres ao episcopado e uma consagração para liderança definitiva de uma igreja local para as irmãs em Cristo é um movimento recente e sem precedente como se vê hoje.

Os cinco primeiros séculos mostram, como os demais e os anos atuais, mulheres de Deus sendo usadas na Obra de diversas maneiras. Mas a separação para episcopado e liderança eclesiástica definitiva é sim um movimento recente.

Obrigado pela sua participação. Forte abraço!

Anchieta Campos

james disse...

A vós, graça e paz da parte de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo, amado irmão Anchieta Campos!

Reitero as vossas palavras acerca do 'movimento recente e sem precedente como se vê hoje'...

Aliás, como temos presenciado em blogs intelectualizados, o exagero dos 'ismos', como conduta para se tentar explicar as Sagradas Escrituras...

Finalmente, gostaria que o Daladier, e seus adeptos ao movimento feminino, mostrassem o seus entendimentos aos versículos das Sagradas Escrituras, em 1Timóteo 3.2 e Tito 1.6, qual sejam, aos que desejam episcopado, aos que desejam presbitério, SEJAM MARIDOS DE UMA MULHER...

Pois, em todos os espaços que discutimos sobre o movimento ao pastorado feminino, jamais Daladier e seus adeptos deram qual seja o entendimento aos versículos acima citados.

Fraternalmente.
James.

Anchieta Campos disse...

Nobre irmão James, a paz do Senhor.

Este assunto do ministério pastoral feminino já deu muito o que falar, mas muito mesmo! risos...

Muito já li sobre o tema, inclusive pessoas que nunca pensei que fossem defender a ordenação feminina já as vi defendendo. Em contrapartida outras pessoas também muito respeitadas, diria até em um nível um pouco maior de reconhecimento, como Antonio Gilberto e Ciro Sanches, mostraram a insustentabilidade bíblica de se consagrar mulheres ao pastoril de uma igreja.

Eu também já muito me manifestei em escritos contra esta prática recente e modista de se consagrar mulheres ao episcopado, e é ótimo saber que o amado irmão também compactua deste entendimento bíblico.

Realmente Paulo sempre usou o episcopado/presbitério na figura masculina, não somente o mestre maior do cristianismo, mas como todos os demais apóstolos e escritores neotestamentários.

Sinceramente, não entendo a razão lógica de se tentar inserir este modismo nas assembléias de Deus, que sempre cresceu e se manteve saudável sem esta novidade. Tentar empurrar goela abaixo um ensino que tem bases fracas e se apega a exceções e vai de encontro a regras bíblicas é, no mínimo, algo perigoso e sem bom senso.

No demais, que possamos passar por esta fase sem maiores problemas para o corpo de Cristo e para a denominação da Assembléia de Deus.

Forte abraço meu caro amigo e irmão.

Anchieta Campos