segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Jogar futebol ou praticar outro esporte é pecado?

Olha, sinceramente, o meio evangélico (especialmente o pentecostal) ainda tem muito o que aprender sobre o que é santidade e o que é pecado. A falta de entendimento não atinge apenas membros sem posição eclesiástica na igreja, mas também muitos homens que trajam seus paletós (nada contra o uso de paletó) e se sentam atrás do púlpito (modelo herdado pelo catolicismo romano, sem base alguma neo-testamentária). Fiquei sabendo que até mesmo um presbítero (não vou citar a igreja e nem a cidade) já chegou para um irmão e disse que ele largasse o futebol que pratica de vez enquanto com outros irmãos (inclusive eu), com o fim de melhorar o seu testemunho.

Oras (já tomando as dores), não vejo razão lógica alguma, nem muito menos fundamento bíblico para se condenar a prática de esportes por parte de um crente em Jesus. O cerne do testemunho cristão deve ser não promover escândalos nem para os crentes, nem para os ímpios (1 Co 10:32), e, sinceramente, qual escândalo há em se praticar um esporte, ou jogar um futebol? As passagens de Rm 14:13-23 e 1 Co 8:7-13 são esclarecedoras para o caso em questão, bastando apenas reproduzir as conclusões de Paulo em cada passagem: “Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova. Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado” Rm 14:22,23 e “Por isso, se a comida escandalizar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize” 1 Co 8:13. O que aprendemos com estas passagens? Que aquilo que não é proibido pela Bíblia, seja direta ou indiretamente, e é praticado sem culpa por um crente sábio e firme, não é pecado. E quanto à conclusão de 1 Co 8? Bem, é só ver que para a cultura judaica comer alimentos sacrificados aos ídolos era pecado e totalmente reprovado por toda a nação, algo que não ocorre com o futebol aqui no Brasil; lembrando que no primeiro caso o apóstolo concluiu que o ato em si de comer alimentos sacrificados aos ídolos não era pecado e nem impuro.

É bem certo que o crente, assim como em tudo que faz, deve primar por um bom testemunho em relação aos que o cercam, e isso também vale para aquele crente que pratica esporte com pessoas ímpias. Evitar certas palavras, expressões, bem como não se envolver em brigas e discussões mais pesadas é o que se deve esperar de um cristão, pois como bem disse Paulo, “em tudo te dá por exemplo de boas obras” Tt 2:7.

Lembremos por fim que o próprio Paulo valeu-se do esporte e seus praticantes para realizar uma alegoria doutrinária (1 Co 9:24-27), bem como o nosso corpo é o Templo do Espírito Santo (1 Co 6:19), sendo que somos responsáveis por sua conservação (1 Co 3:17). Esporte é saúde!

Precisamos criar uma fama de pessoas esclarecidas, que se cuidam, cuidam da saúde, e colocar por terra de uma vez por todas a idéia dos ímpios que crente é uma pessoa ignorante e isolada da sociedade. Meu posicionamento não trás escândalo algum, ao contrário da linha divergente.

Obs.: lembrando que estou falando de esportes!

Com amor,

Anchieta Campos

15 comentários:

Clóvis disse...

Anchieta,

Jogar futebol é pecado? Depende, se for um perna de pau como deu é pecado sim. Tanto que eu deixei de jogar a muito tempo e isso só melhorou o meu "testemunho".

Também acho que é pecado torcer para certos times, como Vasco no Rio e Corinthians em São Paulo. Mas torcer para o Atlético Paranaense é bênção, mesmo quando se passa pelo "vale da sombra da morte" (zona de rebaixamento).

Clóvis
Se cuida, Grêmio, estamos chegando!

james disse...

Graça e paz tenhais de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo, amado irmão Anchieta Campos!

Fundamental observação dos valores que se pré-determinaram aos crentes, "pode, não pode", foi um patamar da intransigência eclesiástica adotada com o intuito do isolamento com relação à sociedade, pelos inconstantes chamada de "mundo"...

Afim de colaborar com seu exímio relato, há a afirmação de alguns que, usar 'jeans' não é permitido, uma vez que, é pano do mundo!!!!!!

A estes, devemos sempre com respaldo bíblico nos precaver: "Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: Não toques, näo proves, näo manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne." (Colossenses 2.20-23).

Mas, graças ao Bom e Eterno Senhor que, tira as escamas de nossos olhos, e, podemos pela fé, contemplar a maravilha que é servir a Deus...

Fraternalmente.
James.
www.jesusmaioramor.blogspot.com

Anchieta Campos disse...

Amado irmão Clóvis, a paz do Senhor.

Ótimo comentário! Me fez rir muito! risos. Analisando sob a ótica observada pelo ilustre irmão, creio que eu já promovi inúmeros escândalos para os crentes e ímpios que já me viram jogar futebol (na verdade eu mais corro atrás da bola do que jogo futebol!). risos.

Só tenho que realizar uma objeção em relação a torcer pelo Vasco como ser pecado. Oras, todos nós sabemos que o verdadeiro sacrilégio é torcer para o Flamengo no Rio! Quanto ao Corinthians em São Paulo, o nobre irmão falou com inspiração! risos.

Por fim, me simpatizo com o Atlético Paranaense no Paraná.

Oremos para que o Vasco não passe "pelo vale da sombra da morte", como bem disse o irmão. kkkkkk.

Forte abraço!

Anchieta Campos

Anchieta Campos disse...

Prezado irmão James, a paz do Senhor.

Mais um ilustre comentário que só vem enriquecer este humilde espaço.

Essa do "jeans" já havia escutado. Realmente é uma ignorância tremenda. Misericórdia Jesus!

A referência bíblica citada pelo amado complementou com brilhantismo este artigo.

Deus seja louvado pela graça de conhecermos o prazer que é servir a Ele.

Forte abraço.

Anchieta Campos

Lucimauro Marques Ferreira. disse...

A paz do Senhor amado Anchieta.
Glorifico a Deus pela sua vida por nos trazer mais uma vez um belo post,Realmente os líderes das Igrejas que assim pensam precisam urgentemente olhar para a verdadeira exegese bíblica para assim não cairem no erro da ignorância como muitos em caido.
Discordando do irmão clóvis,acho que pecado é não torcer pro mengão.
rsrsrsrsrs.

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Lucimauro, a paz do Senhor.

Suas palavras neste blog muito me alegram!

Realmente existem muitos crentes que precisam aprender verdadeiramente aquilo que a Bíblia proíbe ou não.

Agora, sinceramente, não pensei que um jovem inteligente como o irmão fosse torcedor logo do Flamengo. rsrsrsrsrs. Mas erros todos nós cometemos! rsrsrs.

Forte abraço querido irmão!

Anchieta Campos

Anônimo disse...

A Paz do Senhor irmão Anchieta!

Gostaria aqui de parabenizá-lo pela postagem, é que na verdade não vejo pecado algum em praticar esportes, como foi citado que o nosso corpo é templo e morada do Espirito Santo e por isso temos que zelar muito bem o nosso corpo em virtude de termos um inquilino, Supremo e Soberano que é o Espirito Santo, portanto como foi comprovado pela medicina que quem pratica esportes tem uma vida mais saudável, previne-se de varias doenças, e vive mais, não vejo pecado algum nem sequer escândalo em praticar esportes (jogar futebol), até porque temos jogadores dentro da nossa seleção que se destacam pelo brilhante testemunho, como por exemplo, o jogador Kaká, Lucio que tem até ganhado almas para Jesus através de estudos que desenvolve dentro do Centro de Treinamento da Seleção Brasileira, e o Pr. Zé Roberto que esteve até nos Gideões, um palco que se destaca por passar por lá verdadeiros homens de Deus, e nem por isso ele foi chamado a atenção por que jogava futebol, então creio eu também q não estou escandalizando o evagelho nem tão pouco dando mal testemunho por esta preservando a minha saúde por meio de um esporte chamado futebol.

Deus te abençoe cada vez mais Irmão a quem considero meu conselheiro e tenho muito respeito ao meu grande amigo Anchieta, ele mesmo sabe disso e como disse Deus certa vez a Gideão, "vai nessa tua força varão valoroso" amém!

Leonardo Fontes

Anchieta Campos disse...

Prezado amigo e irmão em Cristo, Leonardo Fontes Cardoso, a paz do Senhor!

Sua ilustre presença em meu humilde blog muito me honra e motiva a continuar a escrever.

Você, do mesmo modo que a minha pessoa, somos vítimas de dois males chamados ignorância e "santarrismo".

Seu comentário fora perfeito e demonstrou com propriedade o entendimento ao qual eu quis explanar e defender neste sucinto artigo.

Prossigamos sempre vivendo uma vida cristã pautada na Palavra de Deus, rejeitando sempre os engodos, os quais só trazem prejuízo para o Reino de Deus.

Forte abraço meu caro amigo!

Anchieta Campos

Linsmar disse...

A paz a todos!

Eu me converti ao Evangelho há pouco tempo e uma coisa que me deixou triste foi ter discutido com minha então noiva sobre a questão de jogar futebol, pois o Pastor-líder da nossa congregação disse que "devemos ter cuidado com as nossas práticas perante(junto) com os ímpios".
Eu entendi que ele falou isso porque num campo de futebol, num baba -como falamos aqui na Bahia- ouve-se muitos palavrões, discussões e atpe brigas. Mas o crente não é obrigado a xingar e a brigar. E o ditato diz que quando um não quer dois não brigam.
minha noiva entendeu que eu não devo jogar futebol. Não vejo mal algum, além do mais, jogar futebol ou praticar qualquer outro esporte faz bem ao corpo e se o nosso corpo é templo do Espírito Santo, temos que cuidar dele.
Ainda preciso sentar e conversar melhor com o Pastor, mas acredito que não estarei pecando nem desaprovando às vontades de Deus se for brincar um baba.

Fiquem com Deus!!

Anchieta Campos disse...

Caro irmão Linsmar, a paz do Senhor.

O seu testemunho é um retrato do que ocorre em todo o Brasil, principalmente no norte/nordeste.

Infelizmente o real e bíblico conceito de "mundo" e "pecado" ainda é desconhecido no meio evangélico. Mas a situação aos poucos está mudando, o conhecimento bíblico/teológico está se difundindo, e a Palavra está rompendo com muitos dogmas humanos.

No demais, o irmão pode jogar sua baba sem medo de estar desagradando a Deus. Podemos ser luz e sal também no futebol!

Forte abraço.

Anchieta Campos

Natanael disse...

Caro irmão Anchieta Campos, a paz do Senhor.

mais resumindo, "é ou não é" pecado jogar futebol(ou praticar)?

JC disse...

A Paz do Senho, sou Pb. da AD em Sergipe e fui descredenciado por jogar bola com os funcionarios do meu trabalho, resalvo que não jogo todos os dias, e nem com todas as pessoas, mas em uma confraternização, estou indo,o que o amado irmão pode dizer sobre isso, a igreja foi certa se não gostaria de saber um comentario Deus abençoi

Anônimo disse...

Meu nome é bruno eu jogo pelada todo sabado sou evangelico tambem concordo que a pratica de futebol não é pecado pois é um esporte e na maioria das igrejas tem a pelada dos Casadosvs Solteiros valeu por postar esse estudo.

Anônimo disse...

Mais uma coisa pecado é torcer pelo corinthians beção gritar palmeiras,palmeiras,palmeiras...

paolo termistocles disse...

SOU PAOLO de PE RECIFE SOU CRENTE EVANGELICO E JOGO NA BASE DE UM TIME VERA FUTEBOL CLUBE UM BEIJAO PRA TODOS VCS E PAZ DO SENHOR